Livro: Um Passe de Mágica

Miss Marple é convidada pela sua amiga de infância Ruth Van Rydock para visitá-la. Elas duas e a irmã mais nova de Ruth, Carrie Louise, frequentavam a mesma escola.
Após a tradicional troca de memórias, Ruth pede que Miss Marple vá até onde vive Carrie Louise, pois ela teve um pressentimento ruim e quer que Miss Marple descubra o que está havendo.

Para aqueles que não conhecem Miss Marple, é importante mencionar que a senhorinha simpática e fofoqueira que vive no interior da Inglaterra gosta de caçar criminosos nas horas vagas. Sabendo disso, Ruth consegue que Carrie Louise convide Miss Marple para uma temporada em sua mansão de Stonygates e entrega seus medos nas mãos da velha amiga.

O principal problema de Carrie Louise, na minha opinião, é que a família dela era complicada demais. Tudo bem que família é sempre complicado e a Agatha Christie adora uma festinha cheia pra ter vários suspeitos na hora que o assassinato ocorre, mas nesse livro eu acho que ela exagerou. Querem ver? Vejamos se consigo resumir.

Temos, então, a idosa Carrie Louise que se casou três vezes. A primeira vez foi com um grande filantropo que já tinha filhos, um deles é Christian; e eles adotaram uma menina, Pippa e logo depois ela engravidou de Mildred. Pippa se casou com um italiano, teve uma filha linda chamada Gina e depois morreu. Gina é agora adulta e mora em Stonygates com o marido americano, Walter. Mildred se casou com um pastor, enviuvou, sem filhos, e agora mora em Stonygates e é chata. A segunda vez que Carrie Louise se casou foi com um bonitão que já tinha dois filhos, Stephen e Alex; ele traiu Carrie Louise com uma atriz, eles se divorciaram, os filhos dele ficaram morando com Carrie Louise e ele morreu em um acidente de carro. Stephen e Alex são artistas bem sucedidos e visitam a madrasta frequentemente. A terceira vez que Carrie Louise se casou foi com o atual marido, Lewis Serrocold, que transformou a mansão num lar para garotos desajustados. Ele tem um ajudante que foi recentemente liberado da instituição chamado Edgar. Além disso mora na casa a dama de companhia e amiga de Carrie Louise, a mandona Juliet.

Então temos, morando na mansão: Lewis e Carrie Louise; Mildred, a filha dela; Gina, a “neta adotiva” e seu marido Walter; Juliet, a dama de companhia; e Miss Marple, amiga de infância de Carrie Louise precisada de uns dias no campo. Além disso, tanto Alex quanto Stephen, filhos do segundo marido de Carrie Louise, vivem por lá e Miss Marple logo percebe que não é tanto pelo trabalho filantrópico com os jovens delinquentes mas sim porque ambos estão apaixonados por Gina, que adora atenção e vive provocando os dois.

Aí um dia eles recebem a visita do Christian, filho do primeiro marido de Carrie Louise e um dos administradores da fundação que dá dinheiro pra casa para menores infratores, e Miss Marple entreouve uma conversa dele com Lewis sobre “poupar Carrie Louise” de algum desapontamento. Naquela noite, Edgar (o ex-delinquente) tem um ataque histérico-psicótico, pega um revólver e se tranca no escritório com Lewis, ameaçando atirar nele. Depois que tudo fica mais calmo e Edgar é levado pelos médicos da instituição, Juliet, a dama de companhia, encontra Christian morto em seu quarto. Agora Miss Marple tem que resolver quem foi o responsável pela morte de Christian, o porquê, e o motivo de Ruth ter tido um pressentimento tão negativo em relação à irmã: afinal, se a morte de Christian foi por causa de questões de dinheiro e negócios, o que isso tinha a ver com poupar Carrie Louise de alguma coisa?

Apesar do elenco numeroso, Agatha Christie consegue dar uma personalidade distinta e única para cada um dos personagens e transformar esse livro mais num drama familiar do que num romance policial: é tipo Os Excêntricos Tenembaums misturado com Assassinato em Gosford Park.

Mesmo com esse estilo um tanto diferente – para quem está acostumado com a autora – o livro não deixa a desejar e é um excelente romance policial. Não perca!

Título: Um Passe de Mágica (1952)
Título original: They Do It With Mirrors
De Agatha Christie (Reino Unido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *