Livro: Shenzhen

Minha mãe tem uma amiga chinesa que tem o mesmo gosto que eu pra livros. Mas ela e minha mãe se entendem – as duas gostam do Montalbano – então volta e meia ela empresta algum livro que minha mãe lê e volta e meia ela empresta algum livro que minha mãe finge que lê e quem curte na verdade sou eu.
Foi o caso desse, que é uma história em quadrinhos quase sem diálogos que retrata a viagem do autor a Shenzhen para coordenar a produção de uma animação para a TV.
O cara pode não ser bem humorado na vida, mas com certeza é bem humorado ao retratá-la: as diferenças culturais, a cidade sem graça que é Shenzhen, e a rotina estupidificantes fazem da estadia dele de 3 meses um verdadeiro martírio.
Eu gostei do estilo do Guy, meio sarcástico e meio irônico; mas mais importante, me identifiquei com as idéias “filosóficas” dele. 
Pra quem gosta de quadrinhos com certeza é uma experiência.
Pra quem não gosta, só posso dizer que nesse caso é mais um livro desenhado do que um monte de cabeças conversando através de balões de diálogos.

Vale a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *