Livro: O Noviço do Diabo

Meriet Aspley é um jovem que resolve entrar para o monastério.
Cadfael, o monge que sempre se interessa por pessoas que entram para a clausura mais tarde na vida – até porque foi isso que ele fez – a princípio apenas nota que Meriet e seu pai Leoric não concordam na questão do rapaz entrar ou não para o serviço do Abade.

Mas depois, quando o jovem começa a ter pesadelos perturbados e perturbadores, onde grita e esperneia, sem lembrar de nada depois, Cadfael começa a se perguntar se o jovem entrou para o monastério para fugir de alguma coisa.

Os outros noviços, assustados e inexperientes, murmuram que Meriet está possuído pelo demônio.

Enquanto isso, o rei Stephen e a imperatriz Maude continuam na luta pelo trono da Inglaterra, mas estão num momento de passageira trégua, ambos reunindo forças por todos os territórios do reino.

O bispo de Winchester enviou um emissário ao norte da Inglaterra para descobrir quais as alianças dos nobres da região, mas Peter Clemence, o tal emissário, sumiu logo após ter passado por Shrewsbury.

Hugh Beringar, o xerife, grande amigo de Cadfael, não demora para descobrir que o último lugar em que Clemence passou a noite foi na mansão de Leoric Aspley – dois dias antes do jovem Meriet se jogar no monastério.

O abade Radulfus, que também não é bobo, manda o Cadfael até a mansão Aspley para mencionar os problemas que Meriet anda tendo e causando, e pede para o seu monge-detetive para descobrir se há algo em Aspley que indique o paradeiro de Peter Clemence.

Nesse policial medieval, o suspense “pequeno” e pessoal de Meriet une-se ao problema bem maior da guerra civil.  Além disso, a autora trabalha bem a dualidade entre os dois irmãos; Meriet, o mais novo, é o mais baixo, o mais fraco e o mais introspectivo, e por isso o menos favorito do pai. Isso faz com que as opiniões do pai mudem muito a respeito dele, e não posso deixar de admirar a sensibilidade da autora em lidar com problemas pessoais dos personagens e problemas sociais na Inglaterra ao mesmo tempo.

Um romance policial medieval dos melhores, esse livro tem uma resolução crível e inteligente e um enredo que envolve.
Excelente para os que curtem o gênero.

Título Original: The Devil’s Novice  (1983)
De Ellis Peters (Reino Unido)
Crônicas do Irmão Cadfael – Livro 8

Uma ideia sobre “Livro: O Noviço do Diabo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *