Livro: O Mundo Perdido



Quem sabia que o autor do famoso detetive Sherlock Holmes também se aventurou por outros gêneros da literatura?

Pois bem. Antes de Steven Spielberg ter feito todo mundo finalmente ter medo de tiranossauros no cinema (empurrado por John Grisham, que escreveu o livro Jurassic Park) Conan Doyle havia escrito uma aventura extremamente crível para a época.

O Mundo Perdido conta a história de Challenger, um professor inglês que, numa viagem à Amazônia, encontra o diário de um defunto explorador americano que pode provar a existência de dinossauros na idade moderna.
Ao tentar expor a seus colegas essa teoria, porém, Challenger é motivo de escárnio e acusações de fraude, e, sendo um homem pouco controlado, primeiro enfrenta os detratores no muque e depois propõe uma expedição ao local para que seja comprovada a existência de tais criaturas.

Partem então para a Amazônia o excêntrico professor Challenger, seu também temperamental colega Professor Summerlee, o aventuroso Lord John Roxton e o narrador do livro, um pacato jornalista levado à aventura pelo desdém de sua noiva, que diz só querer casar-se com alguém famoso ou cheio de vitórias.

Conan Doyle é um excelente escritor. As descrições dele, juntamente com as teorias cientíticas da época que dão base à sua narrativa são extremamente interessantes. É muito difícil fechar o livro e pensar que isso tudo na verdade não aconteceu. No entanto o que ele cria é uma realidade alternativa onde o platô no meio da Amazônia onde o tempo e a evolução pararam é perfeitamente possível (porém pouco provável, como diria Holmes), formando um livro impossível de largar.

Um clássico que vale a pena ser lido por todos os amantes dos bons livros de aventura.

Uma ideia sobre “Livro: O Mundo Perdido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *