Livro: O Cetro de Otokar

Um dos melhores livros do herói Tintim! Com intriga, aventura e um golpe de estado pra ninguém botar defeito: só amor. Participação especial dos melhores detetives Dupond e Dupont.

Quando Tintim devolve uma pasta que encontra num parque, fica conhecendo o professor Alembick, especialista em selos. O velho simpático e agradecido explica a Tintim tudo sobre seus estudos e sobre sua próxima viagem à Sildávia, onde pretende estudar os arquivos da biblioteca real.

Ao sair da casa do professor, Tintim recebe avisos misteriosos, uma visita de um homem que é atacado antes de chegar à sua casa e até mesmo um atentado à sua vida! Decidido a tirar isso a limpo e desconfiado de que a Sildávia está no centro de todos esses acontecimentos, Tintim se candidata a ser secretário do professor Alembick para viajar com ele ao tal país. E aí que Tintim descobre que há um plano maléfico para dar um golpe de estado, destronar o rei da Sildávia e tomar o país!

Quando eu estava aprendendo a ler, os álbuns do Tintim eram preciosíssimos, guardados cuidadosamente e relidos sempre que possível. Essa aventura era uma das minhas favoritas pela trama complexa porém sem momentos ‘impossíveis’ (porque quando pequena eu já era chata e achava nada a ver o Tintim resolver os rolês sem esforço nenhum sendo só um cara normal). Nessa história, portanto, eu estava totalmente satisfeita com o papel dele, já que cai de paraquedas (literalmente) no meio da confusão mas faz de tudo para descobrir como ajudar o rei nessa corrida contra o tempo. O bônus: ficamos conhecendo a diva Bianca Castafiore, que precisa de vidros reforçados no carro para poder cantar.

Para os que têm criança em casa ou estão num momento nostálgico, ou ainda os que querem apreciar o gênio do autor com os quadrinhos de aventuras excelentes, esse é obrigatório.

Le Sceptre d’Ottokar (1939 p&b; 1947 colorido), de Hergé. Série Aventuras de Tintim Livro 8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *