Livro: Milionários Demais

Nero Wolfe é obeso, é apaixonado por orquídeas, só gosta de comida da melhor qualidade, odeia mulheres e odeia mais ainda trabalhar. Ele não gosta de andar em nenhum tipo de veículo, já que acha que todos eles estão fadados a colisões, e detesta ficar sem cerveja gelada.
Ele cobra fortunas por um trabalho, só aceita trabalhos de que goste e não sai de casa a pedido de ninguém. Ele trata todo mundo mal, a não ser quando há honorários (altos) à vista. Só trabalha através de seu assistente Archie Goodwin, que também é o narrador das histórias.
E ele é um gênio.

Na Nova York dos anos 30, se você tem um problema e precisa de um detetive (e tem bastante dinheiro para gastar), Nero Wolfe é o cara que você precisa.
Mas quando ele vai até o campo para expor suas orquídeas albinas em uma feira para desmoralizar um rival no ramo, o acaso aparece no papel de um caco de vidro sobre o qual ‘o pessoal do estacionamento’ passou com o carro. O pneu do sedã azul que Archie estava dirigindo fura quando eles estão em alta velocidade e o carro se arrebenta contra uma árvore.

Que remédio se não pedir para usar o telefone na propriedade mais próxima do local do acidente, que é de um novo rico chamado Pratt, dono de uma rede milionária de restaurates fast food.

Esse milionário por acaso tem um trabalho para Wolfe, e então Wolfe e Goodwin se vêem jogados numa salada que envolve brigas entre famílias, apostas desesperadas, avaliação de gado, jogatina, honra familiar e, é claro, assassinato.

Apesar do final, que é do tipo que eu não gosto, o livro vale a pena pela idéia original, pelas piadas do Archie, como sempre, e por apresentar ao público Lily Rowan, a única mulher que, de alguma forma, segurou Archie Goodwin.

Mas tenho só um comentário a ser feito sobre a capa do livro aqui no Brasil. Eu sei que é difícil bolar capas de romances policiais, mas fala sério, tinha que aparecer um dos elementos cruciais para a resolução do mistério (que por sinal aparece na penúltima página do livro) na droga da composição?

E sobre o título.
Tudo bem que o Stout escreveu um livro chamado Too Many Cooks – que foi, obvia e felizmente, mantido como Cozinheiros Demais (e é sobre um assassinato que ocorrem em um encontro de chefs internacionais); e além disso também escreveu um chamado Too Many Women – idem Mulheres Demais (sobre um assassinato que ocorre numa empresa de datilografia onde trabalha uma renca de mulheres); mas não acho que esse deva fazer parte da série. Primeiro porque provavelmente haveria um jeito mais inteligente de ‘traduzir’ o título original. Segundo porque só existem DOIS milionários no livro.
Mas, como o título original acaba entregando o fim do livro também, acho que tanto o esquema da capa quanto o do título no Brasil são irrelevantes.

Título: Milionários Demais (1939)
Título Original: Some Buried Caesar
De Rex Stout (EUA)
Coleção Nero Wolfe Livro 6

2 ideias sobre “Livro: Milionários Demais

  1. Já tenho vários livros do autor em minha estante, porém ainda não tinha sentido atração alguma.
    A partir de agora vou dar uma chance ao Sr. Rex.
    Grata novamente!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *