Filme: Jogos Vorazes – Em Chamas

Ai, gente, vou confessar que eu sou apaixonada pela Jennifer Lawrence. Ela é tdb. Ela é linda, talentosa, gostosa, e não vou passar o post inteiro fazendo elogios pra ela, até porque não precisa, né. Todo mundo sabe que a série é DELA e que os milhões e milhões de dinheiros que esse filme ganhou foi tudo ELA.

Tá que o Donald Sutherland é ninja, tá que o irmão do Thor é muito gatchenho, tá que o roteiro do filme ficou bom (não importa o que dizem por ai), tá que o resto do elenco segura a onda bem (especialmente a Jena Malone e o Tallahassee Woody Harrelson), tá que a ambientação e a história e a arena e todo o resto são muito fodas.

Mas é a Jennifer que segura a onda.

Eu gostei mais do primeiro filme por alguns motivos não relacionados à real qualidade dele (tipo a pegada dos jogos ser nova pra mim; tipo eu não ter lido os livros antes; tipo a Jennifer). E no fim das contas esse filme ficou menos melhor pra mim porque eu sabia o que ia acontecer, e o “mistério” é um dos trunfos do roteiro: assisti o filme só com gente que não tinha lido os livros, e ambos disseram que esse é melhor do que o primeiro porque a história é mais legal.

Pra quem se interessa, falei da comparação com os livros aqui.

E pra quem não sabe a história, Katniss é obrigada a voltar aos Jogos Vorazes, pois sua presença é incômoda demais para o “presidente” de uma ditadura no futuro. É bem mais complicado do que isso, mas o fato é que ela precisa entrar numa arena com outros vinte e três competidores – que são todos campeões de jogos anteriores – para lutar até a morte. Tudo isso é televisionado ao vivo, e a arena é bem mais hostil do que a primeira que ela enfrentou. Macacos assassinos, chuva de sangue, tsunamis, neblinas mortíferas e outras coisas igualmente mortais obrigam os competidores a ficarem preocupados não só com seus coleguinhas assassinos mas também com a qualidade mortal da própria arena.

E como se não bastasse, junto com Katniss está Peeta, seu futuro amor perfeito da vida, com quem ela conseguiu sobreviver nos jogos anteriores e com quem ela precisa fingir um romance se quiser manter sua família viva. E não se esqueçam de que os jogos só pode ter um ganhador.

Além disso, por causa das circunstâncias inusitadas rodeando o término dos jogos anteriores, Katniss se torna a relutante imagem da revolução contra o sistema, algo que certamente influenciou o presidente a colocá-la na arena novamente.

Eu tive vários problemas com o livro (caso se interessem, vejam aqui e aqui), mas o filme resolveu quase todos eles. Katniss é uma protagonista forte, inteligente, rápida e humana. O filme é movimentado e emocionante. Os temas que são trazidos nas entrelinhas foram o suficiente para transformar essa produção em uma das mais rentáveis do ano.

Se você gosta de aventuras de ficção com várias cenas de ação protagonizadas por jovens bonitões, esse é o filme pra você. Claro, a inteligência do roteiro é acima da média, e os furos do roteiro são bem escondidos. O que transforma esse filme em um entretenimento competente que mostra a que veio.
Mas a Jennifer Lawrence segura a peteca legal e é uma das minhas atrizes favoritas do universo, e é isso o que me fez voltar pra assistir de novo. Essa mina é foda.


Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games: Catching Fire) – 2013
De Francis Lawrence
Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Jena Malone, Elizabeth Banks, Donald Sutherland, Phillip Seymour Hoffman, Stanley Tucci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *