Livro: Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Agora que todos sabem que Voldemor voltou, as coisas não estão tão ruins na vida cotidiana de Harry como estavam no ano anterior.
Apesar disso, as pessoas estão apavoradas, o ministério está uma confusão e o novo ministro quer que Harry assuma ser “o escolhido” para acabar com Voldemort e ainda por cima finja estar trabalhando para o ministro.
Na escola, Harry tem a certeza de que Malfoy não só foi “sagrado” um Comensal da Morte como também está tramando alguma coisa sombria que tem a ver com todas essas tentativas de assassinato que estão acontecendo.
Snape é o novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, o que faz de Slughorn, um gordunho simpático, o novo professor de Poções. Na estante de livros antigos da sala de poções, Harry consegue um livro velho até que seu exemplar chegue. E, ao reparar que o livro está todo rabiscado, resolve seguir as instruções do antigo dono do livro em vez das do autor. E consegue a melhor poção da classe.
Ron e Hermione estão num momento de tensão, Harry acha que está gostando de Ginny (que tem namorado), Dumbledore recruta Harry para aulas noturnas extras – sobre o passado de Voldemort – e Hermione está morrendo de inveja de Harry e desconfiança do “Half-Blood Prince”, misterioso nome assinado no livro velho de poções.

Já a partir do quinto livro da série que a narrativa vem ficando cada vez mais sombria – à medida em que ela vai revelando aspectos da vida de seus personagens “adultos” (como Dumbledore, Voldemort, Snape e Sirius). É também por isso que gostei muito desse livro – a trama que fica complexa pelos “flashbacks” nas memórias alheias, que permitem que Dumbledore e Harry reconstruam a vida de Voldemort, é extremamente envoltente.
Por outro lado, o romance no ar também deixa as coisas mais leves e divertidas, com as brigas de Ron e Hermione e os momentos de reflexão interna de Harry sobre o que fazer a respeito de Ginny como os pontos altos.

Enfim. Um livro muito empolgante que deixa a gente insano pra ler o próximo.

6 ideias sobre “Livro: Harry Potter e o Enigma do Príncipe

  1. Tenho essa mesma edição que vc leu.. na época do lançamento não consegui esperar lançarem em português para ler. Para mim é um dos melhores da série.. Boa semana pra vc =o****

  2. Eu preferi o livro ao filme,no filme praticamente “deceparam” o final e nem teve toda aquela “briga” que teve no livro.
    O melhor desse volume são as partes de romance.
    Não sei se vc gosta de selos mas tem um selo pra vc no meu blog!
    Beeijo =)

  3. Achei o livro bem melhor que o filme! “O Enigma do Príncipe” é um dos meus preferidos, e acho os flashbacks dele de grande importância para a trama e não só isso, eles também são as partes mais interessantes do livro. Como sempre, dona J.K. não decepcionou!

    Beijos e bom dia!

  4. O Enigma do Prícipe é complexo, mas fundamental para o desfecho da saga.
    Gostei muito da resenha….fico sempre com saudade da história e querendo ler novamente!
    Bj

  5. é oq eu menos gosto. talvez pq qd foi lançado eu ainda tava de birra com o quinto livro (foi antes de eu reler o hp5 e ver o quinto filme). eu lembro q li até a metade, por aí, e larguei.

    depois tentei retomar varias vezes, mas n tive saco. n gostei das brigas adolescentes. n gostei do foco no voldemort. n gostei do draco passar a historia toda consertando um armario pq isso tirou totalmente a graça do fim (era obvio q era pra trazer algo ou alguem proibido pra dentro da escola). larguei o livro e decidi n ler o último.

    quando saiu o sexto filme, vi só por desencargo de consciência. fiquei meio brigada com a série de 2006 até 2010. até sair o sétimo filme. só aí meu amor voltou 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *