Divagação: Os Mocinhos Mais Maneiros

Eu já escrevi um post sobre os vilões mais maneiros da literatura na minha modesta opinião. Ficou faltanto, claro, a lista dos mocinhos!
Quero sempre lembrar que o que interessa aqui é a maneirice do indivíduo. Porque mocinho bom é mocinho que ganha, bem entendido, mas mocinho maneiro é uma denominação toda especial.

Quem: Gandalf
Onde: O Senhor dos Anéis – J.R.R. Tolkien
Mocinho: Ele é um mago do bem que quer ajudar o mundo a se livrar da escuridão.
Maneiro: You shall not pass.

Quem: Mara Jade
Onde: Trilogia Thrawn – Timothy Zahn
Mocinho: Ela passa a vida com um mestre do mal (tipo, o imperador Palpatine!) dentro da mente dela gritando que ela tem que matar o Luke Skywalker. Ela consegue não fazer isso, se unir ao Luke, acabar com o império maligno do cara e ainda segurar o Luke como ninguém tinha conseguido antes.
Maneiro: Ela é (um)a Emperor’s Hand. E depois a secon-in-command do maior contrabandista de ambos os lados da galáxia.

Quem: Granny Weatherwax
Onde: Série Discworld – Terry Pratchett
Mocinho: Ela é a chefa das bruxas. Ela ajuda as pessoas. Ela resolve problemas.
Maneira: Com sua cara severa, ela põe medo nas árvores e faz com que os relâmpagos desistam de cair.

Quem: Hermione
Onde: Série Harry Potter – J. K. Rowling
Mocinho: Ela é a bruxa mais inteligente que já esteve em Hogwarts e é uma peça chave na luta conta o lorde do mal, Voldemort. Irônica, brilhante e um mar de feminilidade num mundo de garotos, ela é a esperteza crucial num grupo formado por Rony – covarde, sonso e fofo – e Harry – estourado, estúpido e corajoso – que faz com que eles sejam os que se dão bem no final. Imagine se fosse só os garotos.
Maneiro: Faz ela ficar irritada pra você ver.

Quem: Harry Dresden
Onde: The Dresden Files – Jim Butcher
Mocinho: Ele é um mago na Chicago moderna que luta para manter toda a escória de fantasmas, vampiros, trolls e lobisomens longe das pessoas comuns.
Maneiro: Ele anda num fusca velho. Ele tem um elemental do ar tarado e um gato blasé de estimação. Ele manda praquele lugar os chefões dos vampiros, lobisomens gigantescos e demônios do lado de lá com quem costuma se entreter. E ele é aquele cara com um passado sombrio que nunca deixa de ser charmoso.

Quem: Butler
Onde: Série Artemis Fowl – Eoin Colfer
Mocinho: Ele é o segurança e mordomo da família Fowl; mais precisamente do mestre Artemis, filho, o gênio do crime.
Maneiro: Ele saiu na mão com um troll e ganhou.

Quem: Capitão Peter Blood
Onde: Capitão Blood – Rafael Sabatini
Mocinho: Apesar de ser um maldito pirata, ele era fiel aos seu rei e país antes de ser condenado a dez anos de escravidão por ter cuidado das feridas de um nobre do lado errado da guerra civil inglesa. Mandado para as Antilhas para trabalhar nas plantações de cana de açúcar, ele escapa e torna-se um dos piratas mais temíveis do Mar do Caribe.
Maneiro: Ele é um pirata. E como se não bastasse, ele se recusa a matar sem motivo, é apaixonado por apenas uma mulher e é um gênio irônico e estrategista. *suspiro*

Quem: Peter Pan
Onde: Peter Pan – James Barrie
Mocinho: Ele é responsável por acompanhar as crianças que morrem para que elas não sintam medo. É também a personificação de tudo o que é infantil, brincalhão e aventuresco nessa vida.
Maneiro: Ele é a personificação de tudo o que é infantil. Ele é esquecido, irresponsável, orgulhoso, hiperativo, cruel. Mas continua a ser o mocinho. Maneiro, vai.

Quem: Bagueera
Onde: O Livro da Selva – Rudyard Kipling
Mocinho: Na tradução que estou acostumada a ler, o tradutor optou por transformar Bagueera numa fêmea. Mas no filme da Disney e no livro original, Bagueera é uma enorme pantera negra macho, que se toma de amores por Mogli, o menino lobo, e o ensina bem mais do que qualquer outro amigo na selva.
Maneiro: Ele era uma pantera negra de estimação, e vivia com sua mãe nas jaulas do palácio do rei de Oodeypore. Um dia, ele se cansou disso, e quebrou o cadeado da jaula com uma patada e foi pra selva. Ele é o mais poderoso na floresta simplesmente por que conhece o animal mais velhaco e astuto de todos: o homem.

Quem: Miss Tolerance
Onde: Point of Honour, Petty Treason – Madeleine E. Robins
Mocinho: Ela é uma detetive particular que se esforça por melhorar a vida daqueles que não são considerados bons o bastante pelo sistema.
Maneiro: Ela é uma mulher no século XVIII que luta com espadas. And she kicks ass!!


Quem: Gavião
Onde: Série Terramar – Ursula K. Le Guin
Mocinho: Sem spoilers, tá, mas ele foi o bonzinho mais foda do mundo inteiro, e ainda por cima ele diz que não quer ser reconhecido por isso.
Maneiro: Ele foi Arquimago. E ele troca idéia com dragões!

Quem: Jack Aubrey
Onde: The Aubrin / Maturin Series – Patrick O´Brian
Mocinho: Ele é um oficial da marinha inglesa que faz de tudo para manter seu navio e sua tripulação a salvo ao mesmo tempo em que tenta cumprir seu dever.
Maneiro: Ele enche a cara quando em terra, ele faz piadas estúpidas, ele se irrita com seus superiores e sempre dá um jeito de dar a volta nas ordens das quais discorda, ele acha que a parte mais legal de ser um capitão da marinha é que você não precisa fazer nada além de se manter vivo por tempo suficiente pra ser um almirante e ele toca violino. E ele é o Russell Crowe na vida real. =P

 

Quem: Kvothe
Onde: The Kingkiller Chronicles – Patrick Rothfuss
Mocinho: ele é heróico, brilhante, sarcástico, infantil, imaturo e problemático. Ele salva as pessoas mas também deve ser temido.
Maneiro: ele é um bardo.

Quem: Peter Farewell
Onde: Heart of Light, Soul of Fire, Heart and Soul – Sarah A. Hoyt
Mocinho: Apesar de todo o ceticismo com que ele encara a dominação britânica nas colônias, ele acaba se rendendo à missão de salvar o mundo. E também resgata mocinhas em perigo.
Maneiro: Além de ser um lorde inglês, além de ser um gato, além de ser o responsável pelas melhores frases de efeito no livro inteiro, ele é um were dragon. Sem mais comentários.

Quem: Drizzt Do’Urden
Onde: The Dark Elf series – R.A. Salvatore
Mocinho: ele se sacrifica pelos erros dos outros, salva todo mundo, não tem ambição própria e sabe que sua sina é vagar o mundo sem descanso para pagar seus pecados.
Maneiro: ele tem uma pantera astral de estimação e luta com duas cimitarras mágicas.

2 ideias sobre “Divagação: Os Mocinhos Mais Maneiros

  1. Eu voto no Bagueera! o/

    Mas tem vários mocinhos (principalmente, mocinhAs) maneiros em livros clássicos. Li recentemente Jane Eyree fiquei encantada com a personagem que dá nome ao livro – ela é complexa, inteligente, independente… Completamente diferente das mulheres daquele tempo!

    De resto, o blog continua o máximo, Renata! Sempre passo aqui para dar aquela fuçada…

    Beijos e sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *