Livro: Déja Morta

E de prêmio por ter escrito todos os dias na semana retrasada, acabei me comprando esse livro, que é o primeiro da série que deu origem à série de TV Bones.
Ele existe em português, mas o resto da série está sendo traduzido de forma idiota (pra variar) e pelo que eu vi só tem o sexto e o sétimo em português.
Mas enfim, ao livro.

Tá que eu não esperava nada parecido com a série – até porque já tinha lido em algum lugar que a série de TV era totalmente diferente dos livros e só pegaram o nome da protagonista.
Então temos a Temperance Brennan, moça de meia idade que está trabalhando de antropóloga forense para a polícia do Quebec. Um dia ela recebe ossos de uma mulher morta e percebe que o caso todo faz com que ela se lembre de outra morte ocorrida há alguns meses.
Claudel, o policial encarregado do caso, não quer saber de ouvir as sugestões de Tempe, mas conforme o número de mortas aumenta, toda a polícia é obrigada a concordar com ela: há um serial killer à solta.

Então vamos lá. O meu principal problema com o livro foi a narrativa em primeira pessoa. A Tempe é um misto de mulher durona com garota insegura que me deixou bastante irritada. Enquanto isso, os policiais são todos estúpidos que não reconhecem as pistas na frente deles nem com uma luz neon apontada.
As combinação das duas coisas deixou a narrativa bastante complicada pra mim, com cenas inverossímeis intercaladas com cenas de mimimi da Tempe falando que ó que vida triste a minha de ver tantas pessoas mortas. Se ela estivesse em crise porque tinha acabado de começar na profissão, eu até entendia. Mas uma mulher já vivida, com anos de carreira, ficar de repente chorona porque não consegue lidar com a violência de tudo isso… arranja outra profissão, mano!

E aí a clichezada + previsibilidade da história também não ajudaram. Afinal, se a narrativa fosse meio irritante mas o suspense fosse bem construído, até que dava pra engolir. Só que eu sabia o tempo todo o que ia acontecer!
O final do livro não é tão ruim (é só meio ruim), o blábláblá técnico eu simplesmente pulei (sono) e a história até pode ser interessante pra quem curte policiais mais óbvios. Mas o conjunto da obra definitivamente não valeu os reais que eu paguei pelo livro.

Título Original: Déja Dead (1997)
de Kathy Reichs (EUA)
Série Temperance Brennan Livro 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *