Cinco Homens Que Podiam Existir na Vida Real

Isso sempre acontece com a gente nas comédias românticas, né, meninas? A gente fica lá, assistindo (alguns d)os filmes, e se perguntando quando é que vamos encontrar um homem como aquele pra ficar com a gente.
Mas as meninas que viviam antes da gente e não tinham o cinema e a TV pra mostrarem como é o homem ideal iam procurar orientações na literatura.
E a vida não ficava mais fácil pra elas, vamos combinar.

UPDATE: me perguntaram onde está Mr. Darcy que não está na lista.
Resposta: no meu coração, sempre. Onde já se viu colocar alguém tão altivo como ele numa listinha dessa? Mr. Darcy já ganha de todos pelo simples fato de que veio antes (Orgulho e Preconceito fez duzentos anos agora há pouco) e praticamente INVENTOU a termo “personagem de livro que as leitoras pegariam fácil”.

Então tou fazendo uma lista dos homens mais maravilhosos da literatura na minha modesta opinião (claro que muitos merecem muitos outros adjetivos ‘adultos’ que não colocarei aqui).
Como verão, a maior parte deles aparece em livros que não tem como tema o romance, já que quase nunca os leio, e então os meus homens aparecem nos livros de fantasia e ficção.

Portanto, aí vai a minha lista.
E pra vocês, qual o personagem que bem podia existir na vida real?

5. Harry Dresden: ele é um mago muito poderoso com abilidade zero com as mulheres. Mas isso não significa que não tenha um bom coração: ele simplesmente não sabe o que fazer perto delas. Além disso, apesar de ser muito poderoso, ele sempre acaba se engalfinhando com criaturas ainda mais poderosas, e sua teimosia e bondade e falta de bom senso são adoráveis.
E não se iludam: ele é um mago que vive na Chicago de hoje em dia, defendendo a nós, pobres mortais, de todas as criaturas da noite que fazem questão de nos comer para o jantar. Para lidar com elas, Dresden faz tudo o que pode, inclusive de vez em quando fazer alguns tratos pouco louváveis e mentir na cara dura para o conselho de magos. Para mulheres que curtem um homem de verdade, cheio de qualidades e defeitos, mas sempre com o coração no lugar.
E ainda por cima ele usa chapéu e sobretudo… *ai, ai*

4.Peter Farewell: ele é um lorde inglês, rico, honrado e bem educado. Mas ele viajou pelo mundo e viu os hororres da guerra e da dominação britânica, então ele é cínico, inteligente e sarcástico, podendo perfeitamente se imiscuir entre gente diferenciada. Mas ele não perdeu a pinta de herói, e acaba saindo de seu caminho para salvar donzelas indefesas, por mais que esse ato atrapalhe sua vida. Além disso, ele não consegue fugir da missão de salvar o mundo, por mais que ele ache que isso talvez não valha a pena.
E ele pode se transformar em dragão.
Eu acho que não preciso dizer mais nada.

3. Anthony Cade: ele aparecem na vida de Virgina Revel como sendo um vendedor de panfletos sobre o desemprego. Mas ela logo percebe que aquele homem é diferente: parece saber exatamente como se livrar do corpo que ela encontrou em seu estúdio; tem maneiras aristocráticas mas insiste em se apresentar como um zé ninguém; conquista Lorde Carteham e consegue um convite para passar o final de semana na mansão onde ocorreu o assassinato de um alto potentado europeu mesmo sendo o principal suspeito do crime; além de ser suspeito de assassinato, é também suspeito de ser um famoso ladrão de jóias.
Mas isso tudo ele aceita sem nem piscar, e passa os dias tentando livrar seu nome E conquistar Virginia ao mesmo tempo, com direito a viagens à África selvagem, passeios românticos no lago, mensagens secretas e diamantes roubados. Digno de Agatha Christie.

2. Peter Blood: ele é um irlandês que mantém o humor sarcástico a todas as horas. Mesmo quando ele é acusado de traição, mandado às Índias Ocidentais para ser um escravo e escapa para se tornar um dos mais famosos piratas do Caribe (e da literatura).
Só os clássicos para criarem um personagem ao mesmo tempo tão atraente para homens (as proezas táticas durante as batalhas navais são dignas dos melhores livros de aventura) e tão atraente para mulheres (que suspiram diante do amor louco e eterno de Blood por Arabella, filha de seu principal inimigo).
Entre as tentativas de Blood de ser honrado entre piratas, vemos um homem decidido, enérgico, extremamente habilidoso com a espada e como capitão de navio, corajoso, imprudente e cheio de idéias brilhantes sobre como invadir e saquear as mais bem guardadas cidades da Nova Espanha.
Como não se apaixonar?

1. Howl Pendragon
(porque fora a magia, ele existe por aí, é só procurar e ter paciência com ele)

Vejam se conhecem esse cara. Ele é bonito e atraente, mas como é órfão e teve de se virar na vida, aprendeu que a beleza não vale nada, enquanto que o poder é tudo.
Ele assinou contratos pouco éticos para conseguir mais poder, e quando o conseguiu, parte para ganhar ainda mais prestígio e conquistar ainda mais mulheres. Ele sabe que é poderoso, então é pouco prudente na hora de exibir sua magia por aí e se não tomar cuidado vai virar um monstro.
E no entanto (ou talvez por isso mesmo), ainda precisa de alguém que aponte seus erros, aceite suas besteiras, cuide da sua casa e exija atenção de volta.
Reconheceu? Pois é, esse é o mago Howl, poderosíssimo jovem que fez um pacto com um demônio trocando seu coração por seu poder mágico, e agora faz o que pode para não se envolver em lado nenhum da guerra, como se esconder-se em seu quarto para sempre fosse uma estratégia possível para fugir de seus problemas. Quando uma troca de xampus faz seus cabelos mudarem de cor, o chilique por “não ser mais bonito” é de fazer a casa cair, e só uma mulher decidida e pouco dada a ter pena de moleques consegue colocar ordem na casa.
Howl pode não ser o homem perfeito. Mas é tão humano e tão adorável que assusta.
PS: E ele é dublado pelo Christian Bale na versão do livro para cinema lançada nos U.S. *ai, ai*

Com as palavras-chave

4 ideias sobre “Cinco Homens Que Podiam Existir na Vida Real

  1. Okkk perefito o post… amei….
    Anthony Cade é legal… mas o mago Howl eu queria pram mim, amooo ele demais… vou esperar um parecido com ele surgir por ae! XD

  2. Amei o post, embora não conheça nem metade dos personagens, e também amei o blog! Queria muito sua opinião sobre um livro que andei lendo um tempo atras: Assassin’s Creed Renascença. Eu sei que é o nome de um jogo, mas o livro é baseado no jogo e a história é muito boa…
    Agradeceria se você me dissesse o que achou.

  3. Dark Fox, obrigada pelo comentário!
    Eu não li nenhum livro baseado em Assassin’s Creed, mas parecem interessantes.
    Assim que eu ler esse que você indicou, vou comentar aqui no blog.
    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *