Livro: Chantagem de Amor

Foi uma das minhas primeiras incursões no mundo dos romances de banca.
E não me desapontei: a parte que eu esperava que fosse boa (a sacanagem) é boa. E a parte que eu achei que fosse ruim (a história) é ruim.
Ela é uma moça linda e independente que está para se casar.
Ele é um moço lindo, rico e mulherengo que é “obrigado” a se casar com ela para receber a herança do pai.
Ele acha que ela só quer saber de dinheiro; ela acha que ele é um insensível que só quer saber de curtir a vida sem compromisso. Ele não hesita em chantageá-la para conseguir que ela concorde com o casamento, nem em mostrar pra ela que o suposto noivo dela na verdade a está traindo.
Bom, até aí, temos a mocinha e o mocinho, que não se gostam, sendo obrigados a fingir que estão casados.
Seria bem legal (e descompromissado) se não fossem alguns aspectos.
Apesar de ter 28 anos e ser linda, simpática e profissionalmente bem sucedida, ela é virgem.
AHAN.
Como infelizmente não tenho paciência com virgens, isso já me deixou master broxada. Detesto qualquer coisa erótica onde a mulher é virgem, porque não conheço NENHUMA mulher cuja primeira vez tenha sido prazerosa. Legal, sim. Interessante, sim. Romântica, sim. Mas… prazerosa, com aquilo tudo entrando onde antes não cabia nadinha? Fala sério.
Enfim. Aí, como os dois não se gostam, rola um lance meio “sexo forçado”. Que até é legal, mas do jeito que a mulher escreve, rola um lance violento mesmo, já que ele abusa dela verbalmente também. Além disso, ele deixa claro que vai comer outras minas, mas não admite que ela saia com outros, durante o casamento fachada.
Aí eu me emputeci. Virgindade + chauvinismo já é demais, falaê. Especialmente considerando que o livro é  escrito por uma mulher…
Mas aí vem a chave de ouro. Eles transam na praia loucamente, depois de uma briga, e obviamente não usam preservativo. E ela ‘esquece’ que não está tomando anticoncepcional.
Vocês adivinharam o que acontece, né?
Mas enfim. Um livro que se passa na nossa época e contém todos esses temas (virgindade, chauvinismo e burrice feminina) com certeza não me atrai. Quem sabe com outro desses livrinhos eu tenho mais sorte…

3 ideias sobre “Livro: Chantagem de Amor

  1. OLá!
    Ri muito com seu post. Não esperava ver uma resenha de romance de banca no seu blog.
    Eu também não tenho muita paciencia com esses romances, mas tenho que confessar que às vezes eu gosto.
    Distração garantida.
    Bjs

  2. Menina, acho que já passei da fase Bianca. Não dá, não tenho paciência. Tomara que você seja bem sucedida. Na verdade, as situações são tão fakes, não dá para acreditar. Adorei o seu virgem AHAN e o “mastre broxada”. Uma virgem que pela primeira vez transa loucamente… te parafraseando, AHAN. Como???

  3. Também ri bastante com seus comentários. Na maioria das vezes, quando leio um desses livrinhos, eu tb fico com raiva de alguma coisa, mas no final, acabo achando bonitinho (eu sou mega-manteiga derretida).
    E realmente talvez você não se decepcione tanto. Eu não gosto tanto dos da Harlequin. Pq vc não tenta um que tenha um pouco de sobrenatural e fantasia no enredo, afinal, já vi que você bem gosta!

    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *