Livro: Beauty

Eu estava atrás desse livro há séculos, primeiro porque ouvi falar muito bem dele e segundo porque foi um dos pioneiros do gênero “adaptação de contos de fadas”.

Quando finalmente consegui ler, qual não foi minha surpresa ao descobrir que a Disney espertona pegou vários elementos do livro para o grande clássico da animação que ganhou até Oscar? Pois é.

A história que a McKinley conta é muito baseada no conto tradicional francês A Bela e a Fera, mas, como depois ficou comum nas adaptações, ela delineia muito melhor os personagens secundários e suas motivações: o pai de “Bela” e suas irmãs, assim como a viagem ao castelo da “Fera”, são muito bem desenhados, e as diferenças com o conto são para o melhor. O apelido da “Bela”, a razão para os pedidos das irmãs, a rosa, a primeira aparição da Fera, tudo é apresentado de forma inteligente e bem amarrada.

Mas a coisa de que eu mais gostei foram os protagonistas: Beauty, nem um pouco bonita mas dona de uma personalidade forte, muita coragem e um amor pela leitura (ó a Disney copiona aí), e a Fera, um monstro gentil, inteligente e educado que vive em um castelo encantado. O desenvolvimento do romance dos dois é a melhor e – ainda bem – mais longa parte do livro.

Mas aí tem o final, que não é dos melhores. Spoilers!
A explicação da maldição da Fera é muito mal explicada, a Bela de repente descobrir que é bonitona é bem insatisfatório, e de repente todo mundo está lá no castelo para o casamento não faz sentido nenhum.
Fim dos spoilers.
Apesar desse fim apressado, o livro é muito bom, mas sem muitas surpresas se você, como eu, cresceu assistindo o filme da Disney e ouvindo o conto original antes de dormir.


Título Original: Beauty (1978)
De Robin McKinley (EUA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *