Livro: As Ruínas de Gorlan

Will é um órfão que foi criado no castelo do duque. Quando ele faz quinze anos, espera ser escolhido para a escola de combate, apesar de não ser forte como Horace. No dia da seleção, porém, Horace é aceito na escola de combate e ele, Will, fica sem ter para onde ir: nenhum dos outros mestres o quer.
Mas acontece que Will tem “outras habilidades”: ele sabe ser furtivo e sabe escalar paredes agilmente. E ele é chamado para ser um aprendiz de ranger.
Os rangers são especialistas táticos, rastreadores competentes e guerreiros furtivos. Eles cuidam para que nada aconteça ao reino. Eles lutam com o arco, e só entram em combate corpo-a-corpo quando tudo o mais já tiver falhado.
Ou seja, é a profissão perfeita para Will.

Só que Hart, seu mestre, é um ranger mal humorado e de poucas palavras, que nunca ri e só enche Will de tarefas, sem nenhum tipo de incentivo.
Ao mesmo tempo, a vida de Horace na academia não é exatamente um mar de rosas: além do treinamento pesado, ele é alvo de bullying por alguns cadetes mais velhos.

Enquanto isso, o Lorde Negro Morgarath planeja vingar-se de todos os que impediram sua conquista do reino há quinze anos – e isso inclui mandar criaturas monstruosas para acabarem com Hart, o principal responsável pela derrota de Morgarath.

Olha só, se você gosta de fantasias juvenis, não perca esse livro. A narrativa é ágil, os personagens são interessantes e a trama é simples porém envolvente. É um livro fácil de ler, feito para aquelas horas em que uma leitura rápida pode salvar sua vida do tédio.
E se você ainda por cima gosta de RPG (é? tou precisando de jogadores!), o livro fica ainda mais divertido: Tug é o companheiro animal de Will, rangers ganham os dois estilos de combate e não só um e tem a perícia furtividade com o máximo de ranks. Gente, eu sou muito nerd. Parei.

Uma ideia sobre “Livro: As Ruínas de Gorlan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *