Livro: A Mediadora – A Terra das Sombras

Eu sempre gostei da Meg Cabot. E pra mim ela evoca imediatamente O Diário da Princesa. Daí que quando fui ler essa série, fiquei feliz de ver que ela não perdeu o tom, e as protagonistas dela continuam excelentes!

Então também tem o fato de que nunca esperei um livro “dark” cheio de romance melecoso adolescente que nem as pós-crepusculetes estavam esperando, porque sabia que era Meg Cabot, e Meg Cabot significa histórias leves com protagonistas cheias de personalidade (o oposto de Crepúsculo, se você for pensar).

>> culpa dessa capa nova idiota que fizeram pra tentar atrair o público crepusculete; fala sério <<

O fato é que Suzannah é uma garota de 16 anos que está de mudança para a Califórnia pra morar com a mãe, o novo padastro e os novos três meios-irmãos, só que nenhuma dessas pessoas bem intencionadas sabe que ela consegue se comunicar com os mortos.

Daí o nome da série – Suzannah é uma Mediadora, capaz de interagir com os fantasmas que ficaram para trás em vez de ir para onde quer que seja que eles devam ir, e ela daí tem que ajudar os fantasmas a descobrirem qual o assunto pendente que eles têm no mundo dos vivos e ajudá-los a passar para o outro lado.

Suze fica feliz de deixar seu histórico problemático para trás na fria Nova York, mas logo descobre que as coisas não serão tão sossegadas assim em sua nova casa: além de ter um fantasma gatchenho de um caubói morando em seu quarto, a única forma de ela ter conseguido uma vaga no colégio super exclusivo dos seus meio-irmãos é porque uma das alunas cometeu suicídio… e adivinhem se o fantasma da garota não está pela escola para se vingar dos vivos que a atormentaram?

O livro é curtinho, gostoso de ler – como todos da Meg, diga-se de passagem – e muito engraçado. A visão de Suzannah sobre as pessoas mais tranquilas e mais vestidas de bege do que na cidade grande, seus novos amigos Cee Cee e Adam, e Jesse, o caubói bonitão, são personagens que criam vida com poucas linhas de descrição, assim como os meio-irmãos dela (lógico que meu favorito é o guri nerd).

Não espere uma trama mega complexa, nem personagens ultra-profundos. O livro foi feito pra divertir, consegue fazer isso muito bem, e é o que importa. Bora ler os outros volumes da série?

Título Original: Shadowland (2000)
De Meg Cabot (EUA)
Série A Mediadora Livro 1

Uma ideia sobre “Livro: A Mediadora – A Terra das Sombras

  1. Sendo bem sincera, a série A Mediadora são os meus livros preferidos da Meg Cabot. Claro, adoro O Diário da Princesa (ainda mais que foi o primeiro que li da Meg Cabot), mas depois que li os dA Mediadora…pra mim, não tem comparação!
    E eu odiei essa nova capa também. Que desespero é esse, minha xénti? Adoro as capas antigas. São bem mais divertidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *