Livro: A Casa dos Muitos Caminhos

Charmaine Baker é uma garota que adora ler. Seus pais acham isso ótimo, já que essa preferência a mantém longe de coisas menos dignas, como trabalhos de casa, más companhias e magia.
Mas quando a severa Tia Semprônia convence a Sra. Baker que seria bom Charmaine sair um pouco de casa, a garota mal pode esperar para finalmente ver o mundo e realizar seu sonho: ajudar o rei e sua filha a organizarem a biblioteca real.
Apesar dos receios da Sra. Baker, Charmaine vai com Tia Semprônia (tia do seu pai) até a casa do tio dela, Tio-Avô William, um senhor idoso que precisa ser internado pelos elfos e necessita que alguém cuide da casa dele na sua ausência.

O que de início parecia uma tarefa fácil vai se tornando cada vez mais complicada conforme os problemas vão surgindo. A principal característica da casa do Tio William é a seguinte: cada quarto tem caminhos invisíveis que levam a muitos outros – alguns ao palácio real, alguns a uma campina onde vive um horrível monstro, alguns às cavernas dos kobols e alguns até mesmo ao passado.
Além disso, Charmaine tem de lidar com os trabalhos de casa (algo que nunca fez na vida); com os livros de magia temperamentais do Tio William; com o novo aprendiz do mago, Peter, que além de não saber magia ainda por cima não distingue esquerda de direita (o que pode ser um problema quando se tem uma casa labiríntica); com a guerra que os kobolds declararam à casa do mago; com o monstro malingno na campina; com o ouro da família real que fica desaparecendo; e por último, mas não menos importante, ela tem de lidar com Sophie, esposa do famoso mago Howl Pendragon, que vai ao palácio real acompanhada por seu filhinho Morgan, pelo demônio do fogo Calcifer e por um estranho garotinho loiro de ares angelicais que em alguns momentos fala como um adulto – mesmo que tenha a língua presa.

Devo confessar que foi um alívio me jogar sobre as narrativas complexas, divertidas e empolgantes de Diana Wynne Jones depois de emergir do mundo sombrio de Guerra dos Tronos. As histórias dela são sempre cheia de detalhes interessantes (a troca de identidades final pode te dar um nó na cabeça se não tomar cuidado), os personagens sempre são mais do que parecem e seus grandes magos conquistam a gente numa única cena – enquanto Chrestomanci era um competente arquimago que tinha uma pequena tendência a perder vidas à toa (ele nasceu com nove), Howl, mesmo casado e com um filhinho, tem a mesma maturidade de um adolescente precisando de atenção. E ele é tão lindo…

Pra quem gosta de  fantasias leves e divertidas, onde mesmo assim os personagens viram jovens adultos e aprendem lições valiosas, o livro é um prato cheio.

3 ideias sobre “Livro: A Casa dos Muitos Caminhos

  1. É um prato cheio e ainda tem a participação dos personagens do Castelo Animado!
    Adooro 🙂

  2. PIRANDOOOO!
    Estou louca pra comprar e tem em minhas mãos, os três livos da série. Estou lendo online o livro, mas quero sentir com capa e tudo. 🙂 Esse livro deve ser DIVO, pois tem a participação dos meus lindos. E AINDA COM UM FILHINHO. É pra matar qualquer fã, da Diana e da série, do coração.

  3. Amei a resenha, amei o site! O seguirei fielmente 🙂 ^^
    Dianaa TT-TT com certeza a autora que mora no meu coração, que merece todos os livros adaptados para animações ❤❤ Os livros tem um preço um pouco salgado, mas valem muito a pena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *